terça-feira, março 18, 2014

Marisa Orth e Miguel Falabella Em "O Que o Mordomo Viu"


Marisa Orth e Miguel Falabella

Em "O Que o Mordomo Viu"
De Joe Orton


Versão Brasileira e Direção Miguel Falabella
Co-Direção Cininha de Paula

ESTREIA DIA 21 DE MARÇO
no Teatro Procópio Ferreira

A famosa farsa do escritor inglês Joe Orton chega ao Brasil com versão e direção de Miguel Falabella e marca seu reencontro nos palcos com Marisa Orth

O que o mordomo viu é uma farsa escrita em 1967 pelo inglês Joe Orton, considerado o melhor texto concebido no período mais amadurecido do autor. Orton, que foi assassinado, se fixou como um ícone dos anos 60. O espetáculo, que estreou no Queen´s Theatre em Londres em 1969 e desde então tem sido sucesso absoluto, chega finalmente ao Brasil e promete divertir a plateia, falando de temas atuais como sexualidade, poder, mentiras, traições e corrupção.

A história gira em torno do psiquiatra Dr. Arnaldo (Miguel Falabella) e sua atraente secretaria, Denise Barcca (Alessandra Verney). O espetáculo começa com a secretária sendo examinada pelo doutor, durante uma entrevista de emprego. Como parte da entrevista ele a convence a se despir. A situação vai se tornando mais intensa, à medida que a entrevista avança, até a entrada em cena da Sra. Mirta (Marisa Orth), esposa de Dr. Arnaldo.

Neste momento ele tenta encobrir o que se passava e, sem tempo para pensar, esconde a secretária Denise atrás de uma cortina. A partir daí se desenrola um grande jogo de erros, pois sua esposa também está escondendo algo: a promessa do cargo de secretário a Nico (Magno Bandarz), por quem está sendo chantageada.

Aos poucos vão aparecendo outros personagens, enriquecendo ainda mais a trama. Como se não bastasse a trapalhada instaurada, a clínica de Dr. Arnaldo passa por uma inspeção do governo liderado por Dr. Ranço (Marcello Picchi), revelando então o caos na clínica. Situação essa que além de atrair o detetive da policia (Ubiracy Paraná do Brasil) para uma investigação, também será usada pelo Dr. Ranço ara desenvolver um novo livro.

O espetáculo de Joe aborda com muito humor, as atitudes sociais em relação à sexualidade, como homens e mulheres se sentem e se comunicam, sobre seu desejo pelo poder e como lidam com esse poder. E tem todos os ingredientes de uma brincadeira muito agradável: manias dos personagens, enredos tortuosos, confusão de identidades, portas batendo, roupas que desaparecem, e, acima de tudo, a sagacidade subversiva de Orton, que foi considerado um dos dramaturgos mais criativos do século 20.

Com versão brasileira e direção de Miguel Falabella, um dos grandes nomes do teatro nacional, o espetáculo garante ao público uma dose extra de humor.

O QUE O MORDOMO VIU

Teatro Procópio Ferreira (671 lugares)
Rua Augusta, 2.823 - Cerqueira César
Informações: 3083-4475. Reservas e grupos: (11) 3064-7500
Vendas: www.ingressorapido.com.br e tel.: 4003-1212.

Bilheteria: de terça à sábado, das 14h às 19h; domingo, das 14h às 18h ou até o início do espetáculo. Aceita pagamento com cartões de todas as bandeiras. Acesso a deficientes físicos, ar condicionado e entrega de ingressos a domicílio. Estacionamento conveniado na Rua Augusta, 2673 - R$ 10 (período de 4 horas, só aos sábados).



Sexta às 21h30 | Sábado às 19h e 21h30 | Domingo às 19h

Ingressos:
Sexta:
R$ 130 (premium) | R$ 110,00 (setor I) | R$ 50 (setor II)

Sábado e Domingo:
R$ 150 (premium) | R$ 130 (setor I) | R$ 50 (setor II)

Duração: 90 minutos
Classificação 14 anos

Estreia dia 21 de março
Temporada: até 27 de julho

Ficha Técnica:

Texto: Joe Orton
Versão Brasileira e Direção: Miguel Falabella
Co-Direção: Cininha de Paula

Elenco: Miguel Falabella, Marisa Orth, Marcelo Picchi,
Alessandra Verney, Ubiracy Paraná do Brasil, Magno Bandarz

Cenário: José Dias
Figurino: Sônia Soares
Designer de luz: Aurélio de Simoni
Trilha Sonora: Leandro Lapagesse
Patrocínio: Ministério da Cultura, Mills, Porto Seguro