domingo, junho 29, 2014

Atriz Morta por Policial


A atriz e produtora cultural Luana Carlana de Almeida Barbosa, de 25 anos, foi atingida por disparo de tiro no tórax ao passar por um bloqueio de trânsito realizado pela Polícia Militar em Presidente Prudente, na manhã desta sexta-feira (27). Ela era passageira de uma motocicleta que passava pela blitz. Luana completou aniversário ontem.

Segundo a PM, a vítima foi encaminhada ao pronto-socorro, depois de socorrida pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, em estado grave. No entanto, ela não resistiu ao ferimento e morreu no hospital. O caso ocorreu por volta das 9h30.

O corpo da atriz e produtora cultural Luana Carlana de Almeida Barbosa, foi sepultado no início da tarde deste sábado (28) no Cemitério Municipal São João Batista, em Rancharia.

Segundo o integrante da Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas e do Grupo Rosa dos Ventos, Tiago Munhoz, amigo de Luana, durante o velório foram feitas várias homenagens.

“Pintamos o nariz de palhaço, fizemos a despedida tradicional do circo e aplaudimos, pois o aplauso é o encerramento que o artista recebe quando acaba o espetáculo”, comenta.

Luana morreu nessa sexta-feira (27) depois de ser atingida no tórax com um tiro disparado por um policial militar. Ela estava em uma motocicleta junto com seu namorado, o músico Felipe Fernandes de Barros, de 29 anos.

A Polícia Militar alega que o cabo Marcelo Aparecido Domingos Coelho, de 43 anos, disparou depois que Barros furou o bloqueio policial na Avenida Joaquim Constantino, na Vila Formosa, em Presidente Prudente.

Entretanto, o músico afirma que não tentou fugir e que sua motocicleta estava sem o freio da frente, o que o fez parar um pouco mais a frente.

A atriz chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos.
“Vamos colocar a cabeça no lugar, reunir o pessoal e planejar mais homenagens. Temos muitas ideias, mas vamos planejar tudo com calma. Umas das que está confirmada é no Encontro de Mamulendo, em 2015, que será em homenagem a ela”, finaliza Munhoz.