segunda-feira, outubro 06, 2014

A Bela e a Fera


A Bela e a Fera está em cartaz no Teatro Bradesco

Por Nanda Rovere

A montagem de Billy Bond traz tecnologia 4d, com levitação, aromas e sensações. O diretor montou esse espetáculo em 2009 e agora ele volta completamente modificado. O espetáculo, que entrou em cartaz no sábado, 4, às 15 horas, cumpre temporada até 26 de outubro. Os ingressos vão de R$ 40 a R$ 175.

O musical, que já passou por cidades do Brasil, Argentina, Chile e Peru, conta a história de Bela, uma jovem inteligente que vive em uma pequena aldeia, mas que não é aceita pelos moradores do local, os quais a consideram uma moça estranha. O seu pai, Marcel, um ex-comerciante que perdeu toda sua fortuna, é um inventor considerado louco. 

Bela é cortejada por Gastón, mas ela não o suporta, pois vê nele uma pessoa primitiva e horrorosa. O seu pai pode perder a casa para ele e isso só não acontecerá se ela aceitar se casar com ele. Desesperada, ela foge para tentar evitar a perda de casa e acaba passando por diversos perigos numa floresta.

Procura abrigo em um castelo e acaba sendo prisioneira da Fera, o senhor do castelo, que na verdade é um príncipe amaldiçoado por uma feiticeira, quando negou abrigo a ela. Todos os moradores sofreram feitiços e foram transformados em objetos falantes. Acreditam que este encontro pode ser a chance do feitiço ser quebrado e fazem de tudo para que a Bela e a Fera se apaixonem, pois somente assim é que o feitiço poderá ser desfeito.

Cerca de 200 profissionais estão envolvidos na produção, entre eles 14 atores, que interpretam 40 personagens, e 16 pessoas no corpo de baile. São mais de 180 figurinos e quatro cenários principais.

O diretor italiano Billy Bond, de 69 anos, é um dos maiores diretores de musicais em atividade no Brasil. Há mais de 30 anos no país, é responsável por produções como Rent, O Mágico de Oz, Os Miseráveis, Pinocchio e Cinderella, entre muitos outros espetáculos.

Bond firma que tem ficado muito pouco no Brasil com os seus musicais e que estar em São Paulo, num teatro de alta qualidade como o Bradesco, é um privilégio enorme.

O objetivo da produção é estimular a reflexão, com um trabalho bem interpretado, bem cantado e que respeite a inteligência das crianças.Ele faz questão de frisar que a versão de A Bela e a Fera que Bond e a sua equipe usaram para a concepção do musical é a história original, baseada no conto de Jeanne Marie Leprince,de 1756, em musicais da Broadway e no livro e filme de Jean Cocteau, a mesma que a Disney usou para a criação das suas produções.

O diretor salienta que o musical é feito para toda a família. Diz que a montagem agrada adultos e crianças, principalmente os adultos que saem da sala de espetáculos maravilhados com a história e com os efeitos técnicos, como ilusionismo, projeção de desenhos animados e a presença de chuva e neve no palco.

“Não é fácil fazer espetáculos para a família, pois temos que agradar a todos. As mais difíceis de agradar são as crianças, que são perceptivas e diretas. A história tem que ser contada com muita agilidade e surpreender a cada momento. A música e a dança devem acontecer em sincronia total e os figurinos devem ser impecáveis. Tudo isso somado a uma boa adaptação são os requisitos básicos para uma superprodução musical”, diz Bond, sempre rigoroso com os seus trabalhos.

A música é de suma importância porque estabelece a dramaticidade de cada ação. Os diálogos são falados e a trilha ilustra o que está acontecendo em cena. ¨A trilha leva à emoção¨, diz o diretor.

Os cantores cantam ao vivo, mas a orquestra é playback. Bond admite que faz falta a presença de músicos tocando ao vivo, mas a gravação é um recurso necessário para baratear os custos de produção e, consequentemente, os ingressos.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica:

Direção geral e adaptação de texto: Billy Bond. 

Direção de dramaturgia: Marcio Yacoff. 

Arranjos e direção musical: Vila/Bond.

Adereços e próteses: Gilbert Becoust. 

Diretor vocal: Santiago Lemmos.

Coreografia: Nancy Guedes. 

Cenográfica: Paul VeskaskyCyrus Oficinas. 

Figurinos: Isabela Teles. 

Make up artist: Beto França. 

Som: Jefferson Fulanetto. 

Luz: Sandro Moreira. 

Direção técnica: Angelo Meirelhes. 

Direção geral de produção: Andrea Oliveira. 

Fotos: Artur Garção 

Elenco: Vanessa de Souza Ruiz (Bela), Marcos Antonio da Silva (Pai), Marcio Geovani da Silva (Gaston), Karoline Alves Sanches (Irmã Um), Paula Canterini (Poltrona), Ítalo Rodrigues dos Santos (TicToc), Demerson da Silva Campos (Fariseo), Paloma de Maia (Ulisses e Tapete), Edipo Uilian de Castro (Príncipe e Fera), Ariana Silva Marins (Bule), Fernanda Perfeito Serroni (Irmã dois), Matheus Meirelles (Xícara), Álvaro de Pádua (Lumina). Corpo de baile – 16 pessoas


Serviço:

A Bela e a Fera

Classificação: Livre. Duração aproximada: 100min. Temporada: De 4 a 26 de outubro; sábados e domingos, às 15h. Teatro Bradesco (Rua Turiassú, 2100 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo). Capacidade: 1439 pessoas. Acesso para deficientes. Site: www.teatrobradesco.com.br. Ingressos: Abertura de venda a partir de 12 de setembro, sexta-feira. Frisa 3º andar: R$ 40,00. Frisa 2º andar: R$ 60,00. Frisa 1º andar: R$ 80,00. Balcão Nobre: R$ 100,00. Camarote: R$ 135,00. Plateia (O a W): R$ 135,00. Plateia (A a N) R$ 175,00.

- 50% de desconto para titulares do Cartão Alelo Cultura: na compra de um ingresso, pago com o Cartão Alelo Cultura (vale-cultura), adquirido somente na bilheteria do Teatro Bradesco – limitado a 100 ingressos;

-25% de desconto para cliente Bradesco, na compra de até 4 ingressos, além de um guichê exclusivo na bilheteria do teatro. Desconto válido apenas para pagamentos com os cartões Bradesco;

-25% de desconto para usuário dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card, na compra de até 2 ingressos por titular do cartão na bilheteria do teatro;

- 10% de desconto para titulares do Cartão Alelo Cultura, na compra de um ingresso, pago com o Cartão Alelo Cultura (vale-cultura), adquirido somente na bilheteria do Teatro Bradesco.

*Descontos não cumulativos com meia entrada e outras promoções, limitado a até 200 ingressos de cada sessão/espetáculo. ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.

Estacionamento: Self – Primeiras duas horas: R$9,00. Hora adicional: R$2,00. Valet – Primeira hora: R$14,00. Hora adicional: R$10,00. Motos – Primeiras duas horas: R$9,00. Hora adicional: R$2,00.



Vendas: Ingresso Rápido: 4003-1212. www.ingressorapido.com.br. Bilheteria Teatro Bradesco: Piso Perdizes do Bourbon Shopping São Paulo - Rua Turiassu, 2100, 3º piso, Pompéia/ Horário de funcionamento: Domingo a Quinta das 12h às 20h, Sexta e Sábado das 12h às 22h.