sábado, outubro 18, 2014

Florilégio Musical II - Nas Ondas do Rádio


É diversão para toda a família


Florilégio Musical II - Nas Ondas do Rádio traz canções que fizeram sucesso na era de ouro do rádio e faz o público viajar com interpretações cheias de humor e poesia. Depois de temporadas de sucesso no Museu da Casa Brasileira, com casa lotada, Mira Haar, Carlos Moreno e Patrícia Gasppar, acompanhados pelo músico Jonatan Harold, estão em cartaz no Teatro Alfa. A temporada vai até 30 de novembro, com sessões aos sábados e domingos às 20 horas. Elias Andreato assina a direção.

O trio de atores/cantores vivem os reis e rainhas do rádio, com destaque para Emilinha Borba, Francisco Alves e Nelson Gonçalves, entre outros. Cantam com a alma sucessos de artistas como Cartola, Ataulfo Alves, Zé Keti, Dorival Caymmi,Herivelto Martins, Assis Valente, Lupicínio Rodrigues, Ary Barroso, Chocolate e Noel Rosa. Uma deliciosa viagem pelas décadas de 30, 40 e 50.

O cenário e figurino de Mira Haar mescla luxo e humor com cores tropicais e tem elementos cênicos que remetem à imagem de partituras, LPs e acordes musicais. A preparação vocal é de Caio Ferraz, com arranjos e direção musical de Jonatan Harold - indicado ao Prêmio Shell - , que toca teclado ao vivo.

O roteiro e texto foi elaborado pelos próprios atores.“Nossa senhora da internet foi a fonte. Eu e Carlinhos ficamos literalmente 40 dias na internet sem parar”, conta Mira Haar.

Florilégio é destinado para a família toda. Certamente agrada em especial quem viveu a era de ouro do rádio, mas também é uma excelente oportunidade para o público mais jovem conhecer, ou ter um contato mais próximo, com composições de uma época em que a TV não existia e a família se reunia ao redor do rádio para ouvir músicas, programas diversos e radionovelas.

É um espetáculo simples, feito pro profissionais de grande talento. Encanta e emociona. Difícil é assistir somente uma vez. Dá vontade de ver e rever, ver e rever...

Segundo Elias Andreato, a montagem é uma mistura de homenagem e emoção para quem for conferir. “Florilégio valoriza a memória do rádio, um tempo que o veículo começava a perder espaço para a televisão, os shows com orquestras e artistas renomados ficaram cada vez mais extintos. Além do lado engraçado, a plateia se emociona, pois o repertório tem um ar nostálgico”, diz Elias, lembrando que Mira Carlinhos e Patrícia são atores que cantam bem.

Destaques

Os versos de Lamartine Babo em Cantores de Rádio abrem a apresentação: Nós somos as cantoras do rádio/ Levamos a vida a cantar/De noite embalamos teu sono/De manhã nós vamos te acordar/Nós somos as cantoras do rádio/ Nossas canções cruzando o espaço azul/ Vão reunindo num grande abraço/Corações de Norte a Sul.

Para amarrar o leque de canções foram criados mais seis blocos. Rainhas e Rei, Brejeiras, Dor de Cotovelo, Festa Baile, Sentimental e Brasil: Futebol, Mulata e Samba. A introdução conta com a vinheta própria do espetáculo, já a Entrada dos Artistas e o Encerramento são embalados, também, pelo Hino ao Músico, de Nanci Wanderley, Chico Anysio e Dorival Silva.

Florilégio Musical

Mira Haar e Carlos Moreno fizeram uma carreira de três anos com apresentações na Grande São Paulo (Teatro Paulo Eiró, Museu da Casa Brasileira, Estação Pinacoteca, Teatro Zanoni Ferrite), ABC (Santo André) e Interior paulista (Americana, Bragança Paulista, Espírito Santo do Pinhal, Itatiba, Santana do Parnaíba, São José do Rio Pardo, Sorocaba, São José dos Campos, Caraguatatuba, Mogi das Cruzes e Taubaté), além do Rio de Janeiro. No total, mais de 38.000 espectadores conferiram a montagem.

Na primeira edição de Florilégio Musical, os atores Mira Haar e Carlos Morenocelebravam a paixão e a amizade de longa data. Depois, com a entrada da atriz Patrícia Gasppar desde 2013, Florilégiio II enfoca a própria música. Antes a trilha era formada por sucessos nacionais e internacionais, agora eles cantam somente músicas brasileiras.

Sobre Carlos Moreno

Começou a carreira de ator nos anos 70, como co-fundador do grupo experimental Pod Minoga Studio. Com linguagem inovadora, o grupo deixou importantes influências nas artes cênicas e plásticas desse período. É ator exclusivo das campanhas publicitárias da Bombril há mais de 30 anos. Entre seus últimos trabalhos como ator em teatro destacam-se: Turistas & Refugiados, direção de Renata Melo; Quixote, com direção de Fabio Namatame; Fica Comigo Esta Noite e Sexo dos Anjos, ambos com autoria e direção de Flávio de Souza; Futebol, de Bia Lessa; Guerreiras do Amor, adaptado de Lisístrata por Domingos de Oliveira e dirigido por Celso Frateschi; Arte Oculta, dirigido por Elias Andreato; História do Homem, direção de Roberto Lage; e, Senhora Lenin e Pesadelo do Ator, ambas dirigidas por Márcia Abujamra. Em cinema, participou do longa-metragem Fogo e Paixão, de Isay Weinfeld e Marcio Kogan, e de vários curtas-metragens. Em televisão, participou do programa infantil Rá Tim Bum, da TV Cultura.

Sobre Mira Haar

Atriz, Diretora, Figurinista, Artista Plástica.Formou-se Bacharel, Licenciatura Plena Em Artes,,pela Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado. Iniciou a carreira teatral como integrante do Grupo Pod Minoga Studio-Teatro Experimental, sob direção de Naum Alves De Souza, desenvolvendo conjuntamente cursos livres de artes ,teatro, educação, moda, canto, dança, obtendo assim formação polivalente. Seus trabalhos mais recentes foram como atriz em Florilégio Musical com direção de Elias Andreato com temporadas no Museu da Casa Brasileira e Pinacoteca Do Estado SP de 2011 a 2013.Fez a direção cênica de Eu Era Tudo Para Ela E Ela Me Deixou, de Emilio Boechat com Marcelo Medici e Ricardo Rathsmam no Teatro FAAP-SP 2011-2012. Responsável pela direção de arte do espetáculo infantil Histórias Por Telefone, com direção de Carla Candiotto em mais uma produção da Cia Delas de Teatro com temporada no Teatro Eva Hertz 2011-2012. Fez os figurinos da ópera “The Rake’s Progress” – com direção de Jorge Takla no Teatro Municipal de São Paulo / 2013. Atuou em Mulher De Fases minissérie de TV da Hbo/Casa De Cinema.

Sobre Patrícia Gasppar

É atriz, nascida em Belo Horizonte, MG. Começou a trabalhar em televisão aos 10 anos, na TV Cultura, SP, onde co-apresentava ao lado do pai, o jornalista Carlos Gaspar, o programa “Brasil, Esse Desconhecido”. Teve formação em dança clássica e contemporânea, canto e cursou a EAD (Escola de Arte Dramática – USP / SP) se profissionalizando como atriz em 1984. Desde então já atuou em 30 espetáculos teatrais, 2 novelas, 1 seriado, dirigiu 2 espetáculos, participou de 5 programas de televisão, incluindo a série Castelo Rá-Tim-Bum (no personagem Caipora, TV Cultura) e o Telecurso, da Rede Globo.É também roteirista e professora de interpretação. Vale destacar que foi dirigida por Paulo Autran, contracenou com Cleyde Yaconis, em “Caminho Para Meca”, com Irene Ravache em “A Reserva”, participou da série “Desprogramado”, do Multishow e fez colaboração de texto em “Rotas Alteradas”, peça inédita de Marta Góes. No momento atua no Projeto Aprendiz de Maestro, na Sala São Paulo, e em dois projetos, em fase de captação: o espetáculo infantil “ Caipora em Cracatau” de Flavio de Souza e no musical solo “Nas Canções que me Conheço” de própria autoria com direção de Elias Andreato. Esteve em cartaz com o espetáculo “A Casa de Bernarda Alba”, clássico de Federico Garcia Lorca, atuando ao lado de Walderez de Barros, como Poncia.

Sobre Jonatan Harold

Músico e ator, com formação erudita e popular em piano, canto, regência e teatro (UNESP, CDMCC de Tatuí, Berklee Scholarship), especializou-se na junção dessas linguagens artísticas. Buscando sempre a união da técnica e sensibilidade, fez trilhas originais para peças, direção musical, composições, produção musical, arranjos, performances e recitais no Brasil e exterior. Trabalhando com renomados artistas premiados, sempre presente nos processos de criação e idealização dos projetos.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha técnica:

Direção – Elias Andreato.
Elenco – Carlos Moreno, Mira Haar e Patricia Gasppar.
Roteiro -Mira Haar, Carlos Moreno e Elias Andreato.
Arranjos e Direção Musical - Jonatan Harold.
Preparação Vocal - Caio Ferraz.
Tecladista - Jonatan Harold.
Cenários e Figurinos - Mira Haar.
Fotos – João Caldas.
Produção Executiva: Rosangela Longhi.
Gerência administrativa - Sonia Kavantan.
Patrocínio: Bombril.
Apoio: Lei de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura.

Serviço:

Florilégio Musical II - Nas Ondas do Rádio. Teatro Alfa - Temporada: de 11 de outubro a 30 de novembro. Sábados e domingos às 20h.Ingresso: R$ 40,00 inteira e R$ 20,00 meia. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 - Santo Amaro São Paulo, SP 04757-000. www.teatroalfa.com.br . Duração: 70min. Capacidade do local: 204 lugares. Bilheteria: 5693-4000 e 0300 789-3377. Canal de vendas: Ingresso Rápido. Valet com manobrista: R$ 20,00. Self-park: R$ 15,00.