quarta-feira, outubro 15, 2014

O dia em que Sam Morreu em São Paulo


Armazém Companhia de Teatro estreia O dia em que Sam Morreu em São Paulo

Dica de Nanda Rovere

O dia em que Sam Morreu estreia sexta-feira,17 de outubro, no SESC Consolação, após passagem por importantes festivais de teatro do mundo, Avignon (na França) e Edimburgo (no Reino Unido), onde recebeu o Fringe First Award, prêmio concedido pelo jornal The Scotsman (o maior da Escócia) às dramaturgias mais ousadas e inovadoras apresentadas no evento.

O texto é assinado por Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes. Ricco Viana é o diretor musical e executa ao vivo a trilha original do espetáculo. Maneco Quinderé assina a iluminação. Os figurinos são de Rita Murtinho e os cenários são de Paulo de Moraes e Carla Berri.

O espetáculo tem inspiração na obra Macbeth, de Shakespeare, e faz reflexões sobre os dilemas do mundo atual e os limites entre o certo e o errado. Fala de falta de ética, abuso de poder e crise moral.

Mostra o destino de seis pessoas, médicos, juízes, artistas, que se cruzam nos corredores de um hospital invadido por um jovem armado. ¨São personagens que assumem efetivamente o poder sobre nós: Estamos falando de impasses contemporâneos da sociedade. E é nesse preciso sentido que o teatro é político, na medida em que ele provoca o debate e a divergência de ideias”, define o dramaturgo e diretor Paulo de Moraes.

Segundo Maurício Arruda Mendonça, que divide a autoria do texto com Moraes, uma singularidade da dramaturgia é não trabalhar com metáforas. ¨Criamos dessa vez uma estrutura de retorno à situação limite da trama: uma invasão de um hospital que resulta na morte de alguém. Esse acontecimento se repete mais duas vezes e nos ajuda a entender a trajetória de cada personagem cujo apelido é Sam e que morre nessa ação de um jovem que quer mudar tudo que acredita estar errado no sistema”, destaca.

Na trama, dividida em três partes, o espectador acompanha primeiramente a rotina de um hospital onde reina o desrespeito e a ambição: o cirurgião-chefe Benjamin (Otto Jr.) usa métodos de eficiência discutível para subir na carreira.

Na segunda parte da história, dois personagens mostram dúvida e sofrimento na hora de tomar decisões importantes no decorrer de suas vidas.

Samantha (Patrícia Selonk) é uma juíza criminal que tenta dar um veredito correto diante de um fato de difícil compreensão, enquanto Ricardo Martins é Arthur, um talentoso cirurgião com uma moral bastante flexível.

Na parte final, Sofia (Lisa Eiras) é uma garota de programa que precisa lidar com o pai doente, Samir (um velho palhaço convivendo com o Mal de Alzheirmer), interpretado pelo ator Marcos Martins.

Sobre o Armazém Companhia de Teatro

A Companhia nasceu em Londrina (PR) e se instalou no Rio em 1998, fazendo espetáculos históricos, como Toda Nudez será Castigada, Inveja dos Anjos e Alice através do Espelho. No decorrer da trajetória, a Cia ganhou 20 prêmios nacionais. Sediado num galpão na Fundição Progresso, apresenta uma linguagem com cenários em constante diálogo com a dramaturgia (na maior parte do tempo original). O foco está na arte do ator, na pesquisa do espaço cênico, na dramaturgia, na teatralidade pura e na produção de espetáculos marcantes.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica:

Direção: Paulo de Moraes

Dramaturgia: Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes

Elenco: Jopa Moraes, Lisa Eiras, Marcos Martins, Otto Jr., Patrícia Selonk e Ricardo Martins

Iluminação: Maneco Quinderé

Cenografia: Paulo de Moraes e Carla Berri

Figurinos: Rita Murtinho

Direção Musical: Ricco Viana

Cartaz: Jopa Moraes

Material Gráfico: Jopa Moraes e João Gabriel Monteiro

Produção de Vídeos: José Luiz Jr, João Gabriel Monteiro e Ricco Viana

Assistente de Produção:Iza Lanza

Técnico de Montagem: Regivaldo Moraes

Produção Executiva: Flávia Menezes

Produção: Armazém Companhia de Teatro

Realização: SESC

A Petrobras é patrocinadora oficial do Armazém Companhia de Teatro



Serviço:

O dia em que Sam Morreu

Estreia: dia 17 de outubro. Temporada até 23 de novembro de 2014. Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h.

Preços: R$ 4,00 (inteira); R$ 20,00 (meia), R$ 12,00 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo e dependentes).

ingressoSESC. Você pode comprar os ingressos para os eventos do SESCSP em qualquer unidade da Capital, do interior e do litoral do Estado. Consulte a lista de pontos de venda e escolha a que estiver mais perto de você sescsp.org.br Formas de pagamento: Dinheiro e cheque (à vista); cartões: Visa, Visa Electron, Mastercard, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Diners Club International (crédito e débito).

Horário da Bilheteria do Sesc Consolação - de segunda a sexta-feira, das 12h às 22h. Sábado, das 10h às 21h e no domingo, das 16h30 às 18h.

Local: Teatro Anchieta – Lotação: 280 lugares. Recomendação etária: 14 anos |Duração: 90 min. Sesc Consolação :: Rua Dr. Vila Nova, 245 :: Tel: 11 3234-3043