domingo, novembro 30, 2014

Cantora Fortuna reúne canções judias, árabes e cristãs no show A La mar


Dica de NANDA ROVERE

O show A La Mar tem como objetivo mostrar composições que ressaltam valores como tolerância, irmandade, amor, universalidade e respeito à diversidade, reforçando assim a integração entre os povos e suas origens em comum. A apresentação, gratuita, acontece no Centro da Cultura Judaica no dia 10 de dezembro às 20h00. Grátis: Contribuição voluntária com 1kg de alimento não perecível. Retirada de 1 ingresso por pessoa com 1 hora de antecedência.

No palco, a cantora Fortuna , reconhecida na cena musical brasileira por se dedicar a investigar e pela pesquisa de sonoridades, melodias e tradições musicais judaicas.

Nesse novo trabalho, a artista interpreta as canções em diversos idiomas, entre eles, o Latim, o hebraico, o português, o ladino e o marrano.

Fortuna assina cinco composições, de um repertório formado por 12 músicas, e conta com a parceria de nomes como o acordeonista, pianista, arranjador e compositor Gabriel Levy (também responsável pela direção musical do projeto), Carlos Zarur, Leo Cunha e Gustavo Kurlat (diretor do espetáculo). Acompanham a cantora no projeto Roberto Angerosa (percussões), Mário Aphonso III (Sopros orientais e ocidentais), Neymar Dias (baixo acústico piano e viola caipira), Ian Naim (alaúde, e saz) e Sabrina Shalom (vocais).

O projeto tem um caráter pessoal para Fortuna. “Incorporo neste trabalho raízes dos meus antepassados. Meu pai nasceu em Alepo, na Síria, local de conflitos hoje, mas onde na origem estes povos viviam em harmonia”, afirma.

Para a artista, a música é um fio condutor essencial para alcançar um diálogo intercultural entre pessoas pertencentes a nações e religiões diferentes, mas que têm em comum a linguagem da música: ¨A possibilidade de harmonizar, por meio da música, culturas tão diferentes, permite que o ouvinte se encante com o entrelace destas diversas sonoridades, e contextos poéticos”, diz a cantora.

Repertório

Entre os destaques de A La Mar está a canção Branca Dias”, composição de Fortuna em parceria com Gabriel Levy (música) e Leo Cunha (letra). Numa leitura pessoal, a obra faz referência à personagem que entrou para a história como uma mulher de hábitos e beleza não convencionais, que fugiu de Lisboa pelo mar, até Olinda, e acabou condenada à fogueira da Inquisição por suas praticas judaizantes.

Já a cantiga de ninar do folclore mineiro, Se dormir depressinha, foi adaptada por Fortuna em parceria com Carlos Zarur. A parceria se repete em Dona Nobis Pacem, atribuída a Mozart, cantada em árabe ladino e hebraico. Fortuna explica que procura “mostrar a similitude de judeus e árabes, que provêm da mesma raiz, ressaltando convergências musicais dos dois povos”.

O repertório será registrado em CD, com lançamento previsto para 2015.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica:

Direção Geral: Gustavo Kurlat

Direção musical: Gabriel Levy

Músicos: Roberto Angerosa e Francisco Mehmet (percussões), Mário Aphonso III (Sopros orientais e ocidentais), Neymar Dias (baixo acústico piano e viola caipira), Ian Naim (alaúde, e saz) e Sabrina Shalom (vocais)

Figurinos: Marichilene Artisevskis

Fotos: Gal Opiddo

Produção Executiva: Fátima Rocha

Direção de Produção: Lilian Sarkis



Serviço:

Fortuna apresenta o show A La Mar

Centro da Cultura Judaica

Dia: 10 de dezembro

Endereço: Rua Oscar Freire, nº 2500, Metrô Sumaré

Horário: 20h

Local: Teatro

Capacidade: 296 pessoas

Duração: 70 minutos

Classificação: livre

Grátis: Contribuição voluntária com 1kg de alimento não perecível. Retirada de 1 ingresso por pessoa com 1 hora de antecedência

Telefone para informações: 3065-4333