quinta-feira, novembro 13, 2014

Do Asilo de Alienados ao pensamento, em cartaz peça sobre a história do Juquery

Por KARY KISS

O Hospital Psiquiátrico do Juqueri, construído em 1898 é uma das mais antigas e maiores colônias psiquiátricas do Brasil, localizada em Franco da Rocha (antigo município de Juqueri), na região metropolitana de São Paulo. Em 1958 chegou a ter mais de 14 mil internados, sendo um pavilhão para menores em 1922 onde totalizou cerca de 3.520 crianças.

Após um incêndio em 2005, registros psiquiátricos de mais de meio século se perderam.

Comparado anteriormente a um campo de concentração, o hospital contou com melhorias nas quais pacientes se envolviam com a arte para amenizar suas alienações.

O Teatro Girandolá conta a história desse Complexo Hospitalar em seu novo espetáculo, Juquery, memórias de quase vidas.A ideia é um mergulho na formação das 4 cidades que formam a região da sede do grupo: Mairiporã, Franco da Rocha, Francisco Morato e Caieiras.

A produção se dá com o apoio do ProAC 2013, Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura, e conta com o apoio das Prefeituras de Caieiras e Mairiporã, do Complexo Hospitalar do Juqueri e da Cooperativa Paulista de Teatro.

Vale ressaltar que a cidade de Franco da Rocha comemora 70 anos no dia 30 de novembro.


Dias: 15,16,22 e 23 de novembro/2014 às 20h

Casa de Cultura de Franco da Rocha

Boulevard Giuiano Cechettinni, centro de Franco da Rocha

Entrada Franca

Dia 14/11 20h

Espaço Girandolá

Av. São Paulo, 965 Vila Suiça-Francisco Morato

Dia 21/11 20h

Espaço da Cultura

Rua 15 de novembro, 171, centro Mairiporã

Entrada franca

Dia 29/11 20h

NEC Centro

Rua João Martins Ramos,10 JD.São Francisco-Caieiras

Entrada Franca


http://www.teatrogirandola.com.br

Leia mais matérias de KARY KISS