quinta-feira, novembro 27, 2014

Ivam Cabral dos Satyros dignosticado com tumor



Na quarta-feira passada, 19 de novembro de 2014, enquanto se preparava para realizar a maior edição do festival Satyrianas da história de São Paulo, o ator Ivam Cabral recebeu o diagnóstico de que estava com um tumor maligno na tireoide. A ordem médica foi cirurgia imediata, marcada para a próxima terça (2), no Hospital Sírio-Libanês. Ele ainda aprende a lidar com esta realidade.

Com fala marcada pela emoção misturada à coragem, Ivam comemorou o ano intenso e falou sobre o delicado momento que vive.

Ivam nasceu na cidade de Ribeirão Claro, interior do estado do Paraná, em 1963. Formou-se em Artes Cênicas pela PUC deCuritiba.

Em São Paulo, em 1989, conheceu Rodolfo García Vázquez, com quem fundou a Cia. de Teatro Os Satyros. Primeiro ator da companhia, impôs-se como intérprete em trabalhos como A Filosofia na Alcova, "Killer Disney", "Os Cantos de Maldoror", "Kaspar", "De Profundis", "Transex", "A Vida na Praça Roosevelt", entre outros.

Criou eventos marcantes, como as Satyrianas, projeto anual que durante 78 horas ininterruptas agrupa espetáculos, debates, shows, palestras, performances.

Ivam é doutorando em Pedagogia Teatral, com mestrado em Prática Teatral pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com tese sobre o "teatro veloz", metodologia de trabalho desenvolvida pela cia. Os Satyros.

Manteve, de 1997 a 2012, na rádio Paraná Educativa, de Curitiba, o programa “Os Cantos de Portugal”, sobre música e poesia portuguesas.

Dramaturgo, é autor de obras como "De Profundis", "A Herança do Teatro". Em 2006 lançou pela Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, o livro "O Teatro de Ivam Cabral - Quatro Textos para um Teatro Veloz".

Também compositor, foi gravado por grandes nomes da música brasileira, como Zeca Baleiro, Alaíde Costa, Gero Camilo e Vanessa Bumagny, entre outros.

Toda a Equipe da FOLHA DA CULTURA deseja que este grande artista do nosso Teatro, receba a Cura e tenha uma recuperação rápida e que brilhe por muitos anos em nossos palcos.

Leia mais matérias de Lell Trevisan

FONTE: R7 Blog Miguel Arcanjo Prado