quinta-feira, janeiro 08, 2015

GRUPO DE TEATRO CEARENSE COMEMORA 15 ANOS COM TEMPORADA NO SESC PINHEIROS


Dica de NANDA ROVERE

O Grupo Bagaceira, de Fortaleza, comemora 15 anos nos palcos com o espetáculo Lesados. Com 21 premiações nacionais e internacionais, o grupo traz à capital paulista a primeira montagem de longa duração da Cia, que sempre apresentou trabalhos com direção e textos próprios.

A estreia é quinta, 8, às 20h30, no Auditório do Sesc Pinheiros. O elenco é formado por Démick Lopes, Rogério Mesquita, Ricardo Tabosa e Tatiana Amorim. A direção é de Yuri Yamamoto e o texto de Rafael Martins..

Lesados crítica o comodismo de pessoas que não conseguem sair do lugar, seja por medo ou por falta de interesse.

Com humor negro, a peça mostra personagens que precisam transformar as suas vidas, mas não querem, não conseguem ou não sabem por onde começar. ¨ O nome do espetáculo brinca com o significado de leso, que pode ser uma pessoa de pensamento lerdo ou somente alguém enganado”, explica Rogério Mesquita, um dos atores.

Segundo o diretor Yuri Yamamoto, o texto de Rafael Martins o deixou livre para criar. Para valorizar o clima de humor negro presente na obra, o diretor deu à montagem um tom absurdo, que mistura linguagem teatral com o universo das histórias em quadrinhos.

“No nosso início da pesquisa, esse intercâmbio entre as duas artes era muito mais intenso, mas essa característica ainda faz parte da estética dos espetáculos do Bagaceira. Em Lesados, isso está presente por meio de um desenho de luz que funciona quase como um grafite, dando sombra à cena, ou ainda por meio das máscaras dos atores, que foram desenhadas a mão, entre outras características”, explica Yamamoto.

A encenação está focada no trabalho dos atores, que usam máscaras para que eles tenham somente uma visão periférica e apresentem uma forte expressão corporal.

A direção brinca com a questão da estática para fazer um link com o tema do texto. No palco, o elenco está acomodado em cima de plataformas e praticamente imóvel.

Apesar disso, Yamamoto faz questão de frisar que tudo é feito ¨de maneira muito leve e bem humorada¨ e mesmo após uma década de apresentações, a montagem mantém seu frescor. “Sempre que nos preparamos para apresentar Lesados novamente, acrescentamos algo no novo no texto ou em cena, mudamos figurinos ou fazemos algo que mantenha o espetáculo vivo”, afirma o diretor.

Lesados já passou pelos principais festivais e mostras de todo País e tem o mérito de proporcionar ao espectador um novo olhar do que é produzido no Nordeste.

Sobre o Grupo Bagaceira

Criado em 2000, o Grupo Bagaceira sempre trabalhou com textos e direções próprias. Desde o início, o grupo se desafiou na construção cênica e dramatúrgica, o que resultou no adensamento de uma linguagem própria que vem sendo apresentada nos principais festivais e mostras de todo país, provocando uma reflexão sobre um novo olhar do que é produzido no Nordeste. Com 14 espetáculos no currículum e mais de 20 esquetes, contabiliza mais de 800 apresentações. Hoje, no repertório figuram os espetáculos Lesados, O Realejo, Engodo, Meire Love, A Mão na Face e Interior; as montagens infantis Tá Namorando! Tá Namorando! e O Pequeno Casaco Solitário; e o espetáculo de rua Por que a gente não é assim? Ou por que a gente não é assado?.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica:

Texto – Rafael Martins.

Direção – Yuri Yamamoto.

Elenco – Démick Lopes, Rogério Mesquita, Ricardo Tabosa e Tatiana Amorim.

Cenário e figurino – Yuri Yamamoto.

Iluminação e sonoplastia –Yuri Yamamoto e Rogério Mesquita.

Operação de luz e som – Rafael Martins e Yuri Yamamoto.

Fotos – Rafael Escócia.

Produção – Rogério Mesquita.

Assistente de Produção – Mikaelly Alves.

Realização – Grupo Bagaceira de Teatro.

Serviço:

Lesados

Estreia 8 de janeiro, quinta-feira, às 20h30. Duração – 60 minutos. Recomendado para maiores de 14 anos. Temporada – Quinta-feira a sábado às 20h30. Ingressos – R$ 25,00; R$ 12,50 (usuário matriculado, estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes). Até 14 de fevereiro. SESC PINHEIROS – Auditório – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros. Fone: (11) 3095-9400. Acesso para deficientes físicos. Bilheteria – De terça a sábado das 10 às 21 horas e domingos e feriados das 10 às 18 horas (ingressos à venda em todas as unidades do SESC). Capacidade do Auditório – 101 lugares. Estacionamento com Manobrista – Terça a sexta-feira, das 7 às 21h30, sábado das 10 às 21 horas e domingo e feriado, das 10 às 19 horas – horários especiais para a programação do teatro. Taxas: Matriculados no SESC – R$ 6,00 as três primeiras horas e R$ 1,00 – a cada hora adicional. Não matriculados no SESC – R$ 8,00 as três primeiras horas e R$ 2,00 – a cada hora adicional. Para atividades no Teatro – Preço único: R$ 6,00. (vagas limitadas). www.sescsp.org.br.