quarta-feira, março 04, 2015

Consertando Frank estreia no teatro Mube Nova Cultural


Dica de NANDA ROVERE

Em Consertando Frank, texto inédito no Brasil do norte-americano Ken Hanes, os desejos profissionais, amorosos e sexuais de três homens estão em jogo.

A estreia é sábado, 7 de março, no Teatro MuBE Nova Cultural. No elenco estão Chico Carvalho, Henrique Schafer e Rubens Caribé. A Iluminação é de Fran Barros. A trilha sonora é de Ricardo Severo; o figurino de Naum Alves de Souza e o cenário de Chris Aizner. A tradução e a direção são assinadas por Marco Antônio Pâmio.

Consertando Frank coloca em questão a homossexualidade, mas transcende esse assunto na medida em que também tem como objetivo discutir a ética e a manipulação.

A peça conta a história do repórter Frank que, persuadido por um psicólogo, seu namorado e ativista gay, coloca em prática um plano para destruir a carreira do psicoterapeuta Arthur Apsey, um profissional famoso e reacionário.

Dr. Apsey desenvolveu um método de trabalho que tem como objetivo transformar gays em heterossexuais. Para denunciar esse fato, Frank disfarça-se de paciente:

O plano de Frank começa a dar errado quando o Apsey descobre o motivo da presença do jornalista no seu consultório. A partir desse momento, Apsey seduz Frank, propõe que ele aceite ser ¨curado¨ e coloca em xeque as convicções do jornalista.

O diretor Marco Antônio Pâmio foi quem teve o primeiro contato com o texto em novembro de 2001, durante o Festival Mix Brasil.

Pâmio conta que ficou tão impressionado com a força do texto que abordou o diretor do filme e resolveu traduzir o texto original com a ideia de montá-lo.

Segundo o diretor, o processo de tradução começou em 2002 e terminou em 2003, mas não foi adiante porque a ideia de reverter a sexualidade humana parecia algo bizarro na época.

¨ Mas depois de 10 anos, esse assunto - surpreendentemente – voltou à tona. Foi quando dirigi uma leitura dele no ‘Letras em Cena’ em 2013, no auge de toda a polêmica envolvendo o pastor Marco Feliciano e outros que compartilham de suas ideias. Aquilo que soava ficção científica dez anos antes estava sendo cogitado como possibilidade real, em termos de projeto de lei. Bom para trazer o texto de novo à tona; triste por constatarmos que os tempos retrocederam no que se refere a esse assunto”, conta Pâmio.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica:

Texto: Ken Hanes

Tradução e direção: Marco Antônio Pâmio

Elenco:

Chico Carvalho (Frank Johnston)

Henrique Schafer (Dr. Apsey)

Rubens Caribé (Jonathan Baldwin)

Produção: Ronaldo Diaféria e Kiko Rieser

Iluminação: Fran Barros

Trilha sonora: Ricardo Severo

Figurino: Naum Alves de Souza

Cenário: Chris Aizner

Serviço:

Consertando Frank

MuBE Nova Cultural

De 7 de março a 26 de abril.

Sexta às 21h30, sábado às 21h30 e domingo às 18h.

R$ 20 até 22 de março;

R$ 30 a partir de 27 de março.

75 minutos.

14 anos.