segunda-feira, março 23, 2015

Eduardo Martini está com três espetáculos em cartaz na capital paulista

Dica de NANDA ROVERE

Eduardo Martini é um dos grandes atores do nosso teatro, com participações também na TV. É um artista múltiplo, que chama a atenção pela criação de personagens hilários e diferenciados.

Martini completa este ano 36 anos de carreira e se destaca especialmente nas comédias, com participações em inúmeros musicais e atuações brilhantes também em montagens dramáticas. Além de ator, ele é cantor, bailarino, diretor, produtor e dramaturgo.

No decorrer da sua carreira, o artista conquistou um reconhecimento que garante longa temporada aos seus espetáculos. A personagem Neide Boa Sorte, por exemplo, nasceu no programa da Hebe Camargo e foi levada para os palcos em 2007.

No monólogo denominado I Love Neide, Martini interpreta uma senhora mal-humorada, que se torna especialista em auto-ajuda e vive diversas aventuras.

No momento, Martini administra o teatro União Cultural e nesse espaço está com três espetáculos em cartaz (Chá das Cinco, Quem matou Maria Helena?, Cada um tem o anjo que merece) e prestes a realizar novas temporadas de I Love Neide e Cinderela, espetáculo infantil.

Em Chá das Cinco, a trajetória de uma família é retratada sob o olhar feminino. Na trama, mãe e filhas se encontram para o tradicional chá das 5. A chegada de uma filha que estava ausente, no entanto, muda a rotina dessas mulheres de diferentes personalidades. Há amor e muitas desavenças, com direito a risadas e revelações bombásticas.

São nove mulheres com nomes de flores que representam o modo de agir e de pensar de cada uma delas (Dona Campainha, Malva Rosa, Açucena, Margarida, Miosotis, Madressilva, Magnolia, Jasmim e Clematite). Todas as personagens são vividas por homens.

O monólogo Quem matou Maria Helena?, texto de Claudio Simões, direção e interpretação de Eduardo Martini, traz um humor nonsense para contar a história de Mário Augusto, um homem solitário e perturbado, que sonha ser dono de um abatedouro de galinhas e guarda uma grande paixão por Maria Helena.

Maria Helena é assassinada e Mário Augusto tenta descobrir quem a matou. Martini, vale frisar, interpreta seis personagens.

Em Cada um tem o anjo que merece, o casal Oswaldo e Quitéria está em crise. Eles recebem a visita de um divertido anjo, que tem a missão de fazer com que o casal volte a ter um cotidiano feliz.

Em 2010, quando estreou O Filho da Mãe, Martini concedeu uma entrevista ao site POP 4, a qual foi realizada por mim. Alguns trechos:

NR – Você sempre teve predileção pela comédia, você se define como um ator comediante? 

EM – Eu amo comedia. Principalmente a comedia contemporânea onde o publico se identifica imediatamente. Eu sou um ator! Já fiz musicais, comédia, drama, só não fiz stand up! Não tenho jeito!

NR – Como é a sua relação com a TV? 

EM – Eu me adapto muito bem na TV. A emergência do resultado me excita, me deixa muito ligado em tudo e isso resulta em coisas bem engraçadas. Eu adoro fazer TV.

NR – Há diferença entre fazer humor na TV e no teatro? 

EM – Sim. São dois veículos completamente diferentes. A linguagem é diferente, o jeito de interpretar, tudo! Mas adoro os dois. Trabalhei com Chico Anysio, meu pai televisivo e não parei mais. Adriane Galisteu me deu a oportunidade de fazer comedia ao vivo! E a Hebe de criar um personagem que ate hoje está em cena. 4 anos! Neide Boa Sorte. Posso reclamar?


NR – Neide é a sua personagem de maior sucesso? A que você atribui tão boa receptividade do público, como foi levá-la para o teatro e lidar com o sucesso? 

EM – Eu acho que a Neide e a mais conhecida de todos por estar num programa da primeira dama da TV, minha queridíssima Hebe. Quando fiz o anjo QUERUBIM numa novela do Silvio de Abreu, Deus nos Acuda, junto com a Dercy Gonçalves, o sucesso do personagem foi parecido. A Neide eu levei para o teatro para o radio e ela acabou virando um pouco de tudo que todos gostariam de falar, mas às vezes rola ¨um rabo preso¨!! Rsrsrsr Eu adoro faze-la! Me divirto e me preocupo em não trair tudo que ele já me deu. Sucesso para mim e o resultado de um trabalho de equipe. Todos são responsáveis pelo sucesso da Neide.

Vale a pena conferir a entrevista completa e assim conhecer um pouco mais sobre o seu trabalho:

http://www.pop4.com.br/2351-eduardo-martini-estreia-a-comedia-o-filho-da-mae.html

Sobre Eduardo Martini

Desde os 16 anos se dedica aos palcos. Cursou a Actor’s Studio e a Alvin Ailey American Dance Theater de Nova York e se destacou nos espetáculos Tango, Bolero e Chá, Chá, Chá e Quem tem medo de Itália Fausta, entre muitos outros. Na TV fez Deus nos Acuda, O Clone, Escolinha do Professor Raimundo, participou do programa É Show, com Adriane Galisteu, e do programa da Hebe Camargo, quando criou a personagem Neide Boa Sorte. O espetáculo I Love Neide, sob direção de Clarisse Abujamra, levou a personagem para o teatro. Martini também dirigiu Até que o Casamento nos Separe, As 10 Maneiras de Como Destruir seu Casamento e Suicídio Patrocinado

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Serviço:

Quem matou Maria Helena? - Teatro União Cultural – R. Mário Amaral, 209, Paraíso. Tel. 112148-2904. Sextas às 21h30. Ingressos: R$ 50. Estacionamento conveniado: (R$ 20, na Rua Teixeira da Silva, 540). Duração: 75 min. Recomendado: 12 anos.

Cada um tem o Anjo que Merece. Texto de Pedro Fabrini e direção de Martini. Elenco: Eduardo Martini, Marcia Manfredini e Alessandro Ramos. Sábados às 21h00. Teatro União Cultural – R. Mário Amaral, 209, Paraíso. Tel. 112148-2904.. Ingressos: R$ 50. Estacionamento conveniado: (R$ 20, na Rua Teixeira da Silva, 540). Duração: 70 min. Recomendado: 12 anos. Temporada: até 25 de Abril.

Chá das Cinco. Texto: Regiana Antonini. Direção: Eduardo Martini. Com: Blota Filho, Ailton Guedes, Eduardo Martini, Hugo Picchi e outros. .Aos domingos às 19h00. Até 28/03/2015. Ingresso: R$ 50. Duração: 70 min. Recomendado: 12 anos. Também no Teatro União Cultural.