terça-feira, abril 07, 2015

A Gaivota, de Tchekhov, ganha mais uma montagem



Dica de NANDA ROVERE

1 Gaivota - É impossível viver sem teatro é uma adaptação do clássico de obra de Anton Tchekhov. No elenco estão talentos do nosso teatro: Renato Borghi, Noemi Marinho, Pascoal da Conceição, Élcio Nogueira, Julia Ianina, Rafael Primot, Thais Medeiros e Erika Puga.

O texto, escrito em 1895, foi modernizado pelo diretor Nelson Baskerville, que transporta a ação para uma fazenda em Campos do Jordão, porque para ele não há sentido encenar um clássico sem contextualizá-lo nos dias atuais.

Nesse lugar, os proprietários, que estão passando dificuldades financeiras, divertem-se, amam, bebem e machucam-se. O objetivo é discutir a dificuldade de compreensão e de comunicação entre as pessoas.

Ator e personagem se misturam no palco para que o público entre em contato com mecanismos do jogo teatral. Os atores lançam a pergunta: é impossível viver sem teatro?

Nas palavras do diretor: ¨Como se os espectadores e os atores pudessem dissecar as almas da cena, as relações entre esses personagens e diversos pontos de vista que podemos ter quando enxergamos o avesso, os bastidores dos acontecimentos. Mostramos a mágica e o truque de mágica ao mesmo tempo, deixando que o truque seja também mágica¨.

Para que essa ideia tenha consistência, a montagem, segundo dados do release enviado à imprensa, pretende desnudar a teatralidade com tudo à mostra, o teatro exposto, tudo revelado, até mesmo o camarim que fica diante do público, numa fusão de peça real e peça ficção.

Além disso, nada é escondido e a movimentação cenográfica é feita na frente do espectador e recursos de vídeo e som são utilizados.

1 Gaivota é a continuidade dos trabalhos da companhia Antikatártika Teatral (AKK), de Baskerville, criada em 2004 a partir da estreia de A Geladeira.

Deixo aqui a minha homenagem ao magnífico ator Renato Borghi , que tem uma trajetória que precisa ser lembrada sempre. Borghi completa este ano 78 anos de vida e 57 de carreira. Merece, portanto, a consideração de quem aprecia teatro e cultura em geral.

Junto com José Celso Martinez Corrêa, Borghi fundou o Teatro Oficina, em 1958, e tem realizado espetáculos marcantes. Fundou nos anos 90 o grupo teatral Teatro Promíscuo com o ator/diretor Elcio Nogueira Seixas.

Como ator encenou Galilei – A Vida de Galileu por Bertolt Brecht, Tio Vânia”, O Jardim das Cerejeiras, Macbeth, Timão de Atenas, Os 7 Gatinhos, O Casamento e Azul Resplendor, cuja direção assinou, ao lado de Élcio Nogueira Seixas.”

Como dramaturgo, escreveu as peças: A Estrela Dalva, Lobo De Ray Ban e Decifra-me ou Devoro-te, Senhora do Camarim, Édipo de Tabas, que também dirigiu.

Impossível citar todos os seus trabalhos, por isso indico alguns links: http://aplauso.imprensaoficial.com.br/edicoes/12.0.813.446/12.0.813.446.pdf - Livros sobre Renato Borghi - Borghi Em Revista - Col. Aplauso, de Élcio Nogueira Seixas http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa109281/renato-borghi - trajetória http://teatropedia.com/wiki/Renato_Borghi - trajetória

spescoladeteatro.org.br/noticias/ver.php?id=1847 – Luciana Borghi escreve sobre o tio Renato

mais.uol.com.br/view/14416094 http://mais.uol.com.br/view/xiddtuwnvlqs/metropolis--entrevista-com-o-ator-renato-borghi-04020D9C306CC4A14326?types=A& - entrevista http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000418777 - análise do trabalho do ator, diretor e dramaturgo Renato Borghi

Ficha Técnica:

Autor: ANTON TCHEKHOV

Adaptação e direção geral: NELSON BASKERVILLE

Assistente de direção: FELIPE SCHERMANN

Elenco: RENATO BORGHI, NOEMI MARINHO, PASCOAL DA CONCEIÇÃO, ÉLCIO NOGUEIRA, JULIA IANINA, RAFAEL PRIMOT,

THAIS MEDEIROS e ERIKA PUGA

Figurino: MARICHILENE ARTISEVSKIS

Cenário: AMANDA VIEIRA ENELSON BASKERVILLE

Direção Musical: DANIEL MAIA

Desenho de Luz: WAGNER FREIRE

Projeto de Vídeo: RAIMO BENEDETTI

Direção de produção: CARLA ESTEFAN

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Serviço:

TEATRO ANCHIETA – SESC CONSOLAÇÃO (320 lugares)

Rua Doutor Vila Nova, 245 – Consolação.

Sexta e Sábado às 20h | Domingo às 18h

Ingressos: R$ 50

De 17 de abril a 24 de maio de 2015

(17 apresentações)

TEATRO ALFREDO MESQUITA (210 lugares)

Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana.

Quarta a Sábado às 20h00 | Domingo às 18h00

Ingressos Gratuitos

De 27 a 31 de maio de 2015

(5 apresentações)

TEATRO CACILDA BECKER (216 lugares)

Rua Tito, 295 – Lapa.

Quarta a Sábado às 20h | Domingo às 18h

Ingressos Gratuitos

De 03 a 07 de junho de 2015

(5 apresentações)

Duração: 120 minutos

Recomendação: 16 anos

Anchieta/SESC Consolação, Alfredo Mesquita e Cacilda Becker, entre 17 de abril e 07 de junho.