terça-feira, abril 07, 2015

Celso Frateschi estreia o espetáculo Potestad


Dica de NANDA ROVERE

Potestad, que integra projeto inédito do Ágora Teatro, fará temporadas em Sâo Paulo, no Sesc Pompeia, depois vai para o Teatro Ágora, para o Porto Alegre em Cena e para a Argentina.

A peça está ambientada na Argentina pós-ditadura militar, colocando em evidência traumas familiares na década de 80.

Ao falar da Argentina, o texto do dramaturgo, psicanalista e ator argentino, Tato Pavlovsky, também aborda questões pertinentes aos países que já passaram por ditaduras militares, como o Brasil.

Na trama, um médico (Celso Frateschi) narra um acontecimento perturbador: o desaparecimento de sua filha, retirada de casa por estranhos, representantes do governo, durante o período do regime de exceção.

Quem já viu o ator Celso Frateschi em cena sabe o quanto ele é talentoso. Ele é um dos grandes nomes do nosso teatro, e está comemorando 45 anos de carreira e também está na TV, com participação em flashback na novela Sete Vidas, da Rede Globo. Frateschi une com precisão emoção e técnica.

Frateschi está no palco ao lado da atriz Laura Brauer. Direção de Pedro Mantovani.

Para Pedro Mantovani, a peça, escrita poucos anos depois do fim da ditadura militar argentina (1984/ 85), é extremamente atual. ¨O espetáculo traz ao palco reflexões que estão na ordem do dia no Brasil, na medida em que nossa comissão nacional da verdade findou seus trabalhos, e a grita dos militares e a indiferença geral impedem que se avance até mesmo na batalha das memórias, que incide diretamente sobre os destinos da política hoje”, diz.

Estão agendados bate-papos com convidados e elenco. O primeiro convidado é o psicanalista Tales Ab’Sáber, abordando o tema “Patologias e mentalidade do repressor”. Os bate-papos acontecem após as sessões dos dias 30 de abril; 7 e 14 de maio.

Leia mais matérias de NANDA ROVERE

Ficha Técnica e Serviço:

Autor: Eduardo Pavlovysky.

Tradução: Betch Cleinmann.

Direção: Pedro Mantovani.

Cenário e figurinos: Sylvia Moreira.

Luz: Wagner Freire.

Assistente de Direção: Laura Brauer.

Atuação: Celso Frateschi e Laura Brauer.

De 10 de abril a 17 de maio de 2015. Temporada: Quinta a sábado, às 21h; domingos e feriados, às 19h. Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 60 min. Ingressos: R$ 7,50 (credencial plena / trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 12,50 (usuário inscritos no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 25,00 (inteira).

Bate-papo.

· Patologias e Mentalidades do Repressor: 30/04, com Tales Ab´Saber

· O estatuto da verdade: 7/05, convidado a confirmar.

· Políticas de memória e o futuro do passado: 14/05, convidado a confirmar.

No Espaço Cênico. Grátis. Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos. O ingresso adquirido para o espetáculo é válido para o bate-papo. Quem vier após a sessão, apenas para o bate-papo, estará sujeito à lotação da sala. Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93. Telefone para informações: (11) 3871-7700.